Monday, December 5th, 2022 | 1:34 am
Booking.com
AU-BDAYWEEK-728x90
Fernando Vieira em Bali, ndonesia

Encontrado corpo do brasileiro desaparecido na Indonesia

Foi confirmado nessa madrugada que a mãe do brasileiro desaparecido na Indonésia – Fernando Vieira Campello –  reconheceu nesta quinta-feira (5) o corpo que foi encontrado no mar de Lombok, como sendo o de seu filho.

brasileiro-desaparecido-indonesia

Desde terça-feira (3) havia a suspeita de que o corpo fosse o de Fernando, mas amigos que o viram não o reconheceram. De acordo com Camilla Ramaglio, 27 anos, amiga de Fernando que está na Indonésia, o corpo estava muito decomposto. Mas um raio-x identificou os pinos na perna de Fernando, e confirmaram a suspeita.

Brasileira grávida é espancada até a morte na Austrália

O amor da minha vida foi chamado pelo Senhor. Dói demais mas acredito que ele esteja em paz pois sua passagem por aqui foi uma aventura maravilhosa”, escreveu a mãe Luciana Vieira em seu perfil no Facebook, após a confirmação de que ele de fato morreu.

fernando

De acordo com a Embaixada do Brasil em Jacarta, o reconhecimento do corpo foi feito pela mãe em companhia de um diplomata do Itamaraty. Ela viu uma tatuagem no corpo da vítima, e um exame feito no hospital da capital de Lombok constatou uma cirurgia relatada que havia sido feita no tornozelo esquerdo de Fernando. Um novo exame forense deve ser requisitado pela família para saber a causa da morte.

 

Desaparecimento

Fernando sumiu na sexta-feira (30) quando voltava para o hotel após participar de uma festa na ilha de Gili Trawagan, em Bali, Indonésia. Ele estava com cerca de 10 amigos e teria decidido ir embora porque se sentiu mal. Ele foi acompanhado por um desses amigos, mas a dupla se perdeu pelo caminho.

“A gente não sabe o que aconteceu no meio do caminho, eles tinham bebido. O amigo dele está muito nervoso, muito desesperado. Parece que eles se desprenderam na volta e o Fernandinho acabou desaparecendo, não se sabe como.”

Na manhã do sábado, quando os amigos não encontraram Campello em seu quarto, acionaram a família e as autoridades locais. A mãe do rapaz, Luciana Vieira, de 41 anos, que também mora na Austrália, chegou à ilha de Gili Trawangan, apenas 2 dias após o desaparecimento do filho para ajudar nas buscas.

fernando2fernando3

O tio de Campello, Rodolfo Tadeu, de 30 anos, que está no Brasil, contou que a família não tem recebido apoio das autoridades locais nem do Itamaraty. “O local onde o Fernando desapareceu é uma ilha isolada, de difícil acesso, onde não entra carro e só tem matagal. Minha irmã não está encontrando autoridades locais que entrem na mata para procurá-lo.” Tadeu afirma que a mãe de Campello e os amigos dele têm rodado toda a ilha de bicicleta, com cartazes com a foto do rapaz, para achar alguém que o tenha visto e que possa ajudar.

A comunidade de brasileiros na Australia, principalmente no estado de Queensland, onde Fernando morava, tem feito vários eventos para arrecadar fundos para as buscas pelo Fernando na Indonésia. Há uma grande mobilização no facebook para arrecadação de fundos, orações e alertas sobre o ocorrido.

Sobre o Fernando

Fernando Vieira Campello tinha 24 anos e era natural de São Paulo. Ele morava há três anos na Austrália, em Surfers Paradise, no estado de Queensland, Austrália, com a mãe e um irmão mais novo. Ele estava fazendo uma viagem a alguns países da Ásia desde o começou do ano e a Indonésia era o último destino do roteiro.

Fernando com a namorada Luana, que mora no Brasil. Os dois se conheceram uando Luana fazia intercâmbio na Australia. Foto: Facebook

 

Fernando com a mãe e o irmão mais novo
Fernando com a mãe e o irmão mais novo. Foto: Facebook
Fernando Vieira em Bali, ndonesia
Fernando Vieira em Bali, Indonesia, dias anteriores ao desaparecimento. Foto: Facebook

About Brazil in Australia

Brazil in Austrália / O Portal independente de notícias para quem quer morar e estudar na Austrália. E para quem já conhece mas quer descobrir mais sobre a comunidade brasileira na Australia. O POrtal Brasil in Australia é para você.Curta, Compartilhe e Participe!