Tuesday, December 11th, 2018 | 10:45 am
AU-BDAYWEEK-728x90

A japonesa que era fã de Taylor Swift

Não sei você, mas eu sempre rotulei os asiáticos: todos com mochila do “Pokémon”, toque do celular dos “power rangers” e que só sabiam comer sushi e falar de cavaleiros do zodíaco.

Podem me julgar.  Nunca tive muito contato com a cultura asiática – coisas da vida.

Quando cheguei a terras Australianas levei o maior choque de todos: asiáticos por TODO canto. Sim, eles estão em todos os lugares e são muitos. No inicio achei isso horrível, pois eu queria encontrar com australianos pra falar “australianes” e aprender sobre a cultura Australiana com australianos e ponto final. Erro de intercambista de primeira viagem. Aprendi que a primeira regra por aqui e entender de pessoas.

Gosto de citar a japonesa linda que eu fui forçada a conhecer, pois era colega de turma do meu marido. Achando que ela possuía as características acima mencionadas, levei meu primeiro golpe: ela era fã de Taylor Swift e adorava jeans e claro, tirar fotos. Em seu Iphone 6 tinham mais de 12.000 fotografias. Sim, meu caro, a internet chegou para todos. Eles também ficam na fila da Apple.

E por favor, nada de dizer que são todos do mesmo lugar! São todos bem diferentes – em todos aspectos! Nunca vi mulheres tão bem arrumadas como as japonesas. Lindas! Para a minha surpresa não usavam “quimono” nas ruas e sim, cabelos modernos, roupas de grife e uma educação primordial.  Minha grande amiga do curso de inglês é da Coréia do Sul. Conversa na rede social no meio da aula como nós, adora “selfie” e sonha em ter um namorado legal.  Eu nunca imaginaria que iria ter uma amiga asiática. “Violá”: mais uma surpresa dessa terra chamada Austrália. Uma curiosidade: os asiáticos “adotam” nomes ocidentais para a melhor comunicação. Um rapaz com o cabelo no nariz adotou o nome de Justin. Conheci um chamado Carlos que adotou esse nome por ter tido um amigo brasileiro. Tem melhor forma de homenagear?

Quero escrever pra você sobre a importância de se jogar muito do que você aprendeu no Brasil no primeiro lixo que você encontrar por aqui (e cuidado pra não jogar no chão pois da multa, viu) e como eu faço todos os dias,  mudar seu conhecimento sobre o mundo e quem o habita. Acredito honestamente que o maior conhecimento do intercâmbio é a aprendizagem fora da sala do cursinho de inglês.

Essa nossa primeira conversa e pra te ajudar a te preparar para vir para Austrália (ou não vir – sim, quero confundir sua cabeça – cenas dos próximos textos). Informações sobre vistos, valores e taxas você acha na outra aba do site. Quero mostrar que não basta somente ter todo o pacote pra viagem, mas também a certeza que você precisa ter e querer ter cabeça aberta para ver que muito do que você aprendeu esta prestes a ruir e  se surpreender diariamente quando descobre que você está do outro lado do mundo e por isso, deixe esse outro lado surpreender você. Você está pronto para o mundo?

About Sara

Sara
Carioca, Mestra em Ciencias Sociais, apaixonada por pessoas e doce de leite. Professora por paixão no Brasil e cleaner na Austrália por necessidade. Futura Professora de Inglês em formacao em Brisbane. Adoro escrever , escutar e compartilhar histórias : aqui, irei me esforcar ao máximo para ajudar e esclarecer muitos mitos sobre a vida Austrália. Eu vendi coisas, larguei tudo e vim tentar a vida aqui com meu marido. Achava que nunca mais fossemos voltar. Espero poder, a partir da minha experiencia, orientar de forma sincera muitos que buscam vir pra cá e mostrar que quando achamos que aqui é o destino,aprendemos muita das vezes que pode ser somente um meio.

Check Also

Aonde Assistir a Grand Final AFL em Melbourne

EVEN if you miss out on a ticket to the big game at the MCG, …

Your ultimate guide to White Night Melbourne

Prepare for your 12-hour adventure with our top picks of things to do, see, eat …

Samba-school carnival parade depicts troubled Brazil as ‘monster’

Dance display featured armed gangs, corrupt politicians, victims of stray bullets and a child’s coffin …